sexta-feira, 5 de julho de 2013

A magia do amor distante

Partilhar Viemos de histórias incompletas, de problemas mal resolvidos, de amores mal amados, de cidades distantes, de mundos diferentes, de vidas desgastantes. Nos conhecemos ao acaso comigo te elogiando e tu retribuindo o elogio, foi até engraçado, pois nunca tinha imaginado que tu me achava atraente. Poderíamos ter nos encontrado antes e vivido uma grande história, ou não, poderia ser que se tivéssemos nos encontrado antes seriamos mais um dos amores mal amados que já tivemos. É estranho pensar que tu pode encontrar a pessoa certa na distância errada e mesmo assim tentar se contentar com isso, mesmo sabendo que a vontade de beijar, de abraçar, de ter perto, a necessidade que um tem do outro, o ciúme é muito maior do que aquilo que pode ser suportado, é esquisito tentar ser feliz à distância sendo que esta apenas desgasta o mais bonito do amor até não restar nada. Porém de todos os grandes problemas que se referem ao amor, um deles, é que é 1000 vezes mais difícil achar alguém que tu ame e more perto do que alguém que tu ame e more longe, por algum motivo pessoas que moram longe são mais amáveis, te desejam mais, te compreendem mais, preenchem mais o vazio. Nunca me imaginei se envolvendo assim, mas eu só te digo uma coisa: eu posso consertar você, posso te deixar forte de novo, amando de novo, posso ter tornar meu amor, meu tudo, só não posso, pelo menos por agora, eliminar os quilômetros que nos separam, mas não sei, por mais que eu discorde de relacionamentos assim, por você da vontade de tentar.

1 comentários:

Gislâne Louseiro disse...

to sentindo falta dos seus escritos por aqui..
minha amizade por ti, ainda é a mesma.
beijao. te adoro!

Postar um comentário